728 x 90

QUER VIAJAR? O que você precisa saber para se tornar um viajante

Livro de Claudia Liechavicius tem dicas especiais de viagens pelo mundo.

Viajar não é simplesmente ir de um lugar para outro. Que o diga Claudia Liechavicius, viajante que acaba de completar a marca de cem países visitados e que, para comemorar essa marca, lança um livro para contar sua trajetória e dar dicas muito especiais que combinam com vários tipos de viagem.

“Viajar é experimentar o novo, o inusitado, o outro lado da vida. É sair da rotina. É viver em outros horários, vislumbrar novos coloridos, novos horizontes, amanheceres desconhecidos e idiomas indecifráveis”, relata a autora logo nas primeiras páginas. A obra tem também prefácio de Carlos Alberto Parreira e orelha por Camila Coelho, ambos conhecedores das dicas de Claudia há vários anos.

Claudia é gaúcha, moradora do Rio de Janeiro, fonoaudióloga por formação e começou a viajar aos 11 anos de idade e não parou mais. Acompanhar o marido Marcus Vinicius Freire em muitas viagens de trabalho levou Claudia a buscar ampliar horizontes e a querer compartilhar muitas de suas experiências inesquecíveis. “Descobri o prazer de explorar novos lugares sozinha. Resolvi tomar as rédeas e contar com a minha própria companhia enquanto ele trabalhava. Viajar nos faz sentir a vida pulsando, faz a gente olhar nossa vida de fora para dentro, sob nova perspectiva. Quem nunca voltou de uma viagem com várias resoluções de vida, prontas para serem colocadas em prática? “, provoca a autora.

“Colecionei histórias, segredos e experiências depois de conhecer mais de 90 países. E eles me fizeram sair do status de viajante para uma espécie de “coach de viagens”. No começo, dos amigos. Depois, de muito mais gente. Em 2008 decidi criar um blog, o Viajar pelo Mundo!, durante uma viagem para a China e o Japão com meus filhos. A Ásia foi uma novidade tão grande para os meninos que resolvi relatar a experiência. Não parei mais”, explica Claudia.

O Viajar pelo Mundo! é mais do que um simples diário. O blog apresenta muito do que move e encanta Claudia Liechavicius. O desejo da autora sempre foi compartilhar e motivar as pessoas a explorar o mundo e com seu texto leve, com um conteúdo completo e diferenciado ela rapidamente chegou a alcançar 1 milhão de visitas/mês e milhares de seguidores nas redes sociais onde ela interage diretamente com todos e apresenta somente fotos autorais.

- Viver a experiência
Claudia acredita que a tendência atual é a de viagens onde se conheça rotina e espaços locais. “Alugar um bangalô na ilha central de Bora Bora e viver por alguns dias a rotina dos ilhéus tornou a ida ao Taiti absolutamente genuína. Esperar todas as manhãs pela baguete quentinha na fila do supermercado batendo papo com as pessoas, reverenciar o pôr do sol degustando um vinho francês indicado por algum nativo, parar numa barraca de frutas para comprar o lanche da tarde, rodar a ilha de carro e descobrir cantinhos nada turísticos foram algumas das experiências que tornaram a viagem especial. Percebo que as pessoas estão indo exatamente em busca dessas vivências menos “comoditizadas”, de experiências locais, de viver como os nativos daquele lugar. Se isso era difícil antigamente, hoje não faltam ofertas. Esteja aberto!”, alerta a autora.

- Curiosidades
Para quem já visitou 100 países há sempre muita história e curiosidade para contar. “Distante do Brasil tanto geográfica quanto culturalmente, o hospitaleiro Uzbequistão foi paixão instantânea. Esse país lindo, lendário, repleto de madrassas, mausoléus e mesquitas azuis fica plantado do outro lado do mundo, numa região desértica da Ásia Central. Lá, fazer a conversão para a moeda local, chamada SOM, nem sempre é tarefa fácil. A taxa do câmbio muda diariamente. Apesar de proibido, o câmbio negro domina o mercado, pois paga o dobro da cotação oficial. Em qualquer esquina tem gente oferecendo câmbio em dólares para a moeda local. Pagar uma conta de 10 dólares com a moeda do país é até engraçado: precisa de um bolo de dinheiro. Difícil para carregar e manusear. E, por ironia, muitos lugares só aceitam dinheiro. Então, a ordem é carregar bolos e mais bolos de SOM e se divertir com a situação inusitada”, conta Claudia em um trecho do livro.

- Listas especiais
Algumas listas no livro Quer viajar são muito especiais. Que tal dicas completas de doze hotéis imperdíveis ? A lista tem itens como Amankora, Punakha Lodge, Butão , Çiragan Palace Kempinski, Istambul e Amanoi, Ninh Thuang, Vietnã.
Se você pensa que é difícil ser um viajante sozinho é porque ainda não conhece as dicas da autora.
E mais: Claudia apresenta no livro dicas para um eficiente planejamento de viagem e relatos de experiências únicas nos quatro cantos do mundo que vão encantar o leitor e fazer com queira rapidamente pensar em sua próxima viagem.

- Dica de expert
A experiência de Claudia, com tantos embarques, desembarques, arrumar e desfazer malas deu a ela um grande aprendizado: “viajo sempre com uma mala de mão “.
Claudia explica que não importa o tempo que dure a viagem, programa roupas para cinco dias e todas elas devem combinar entre si. “Assim, você acaba levando poucas peças, mas parece que tem muitas, pois tudo casa com tudo. Você deve escolher blusas que combinem com todas as calças ou saias que levar. Então, de "cinco modelitos", você pode fazer muito mais de dez. Montar a mala é como um quebra-cabeça”, explica a autora.

- E ainda sobre o livro
Antes do gran finale, que tal dicas especiais de gastronomia pelo mundo?
Esse capítulo é literalmente uma delícia e inclui até uma lista dos oito melhores doces do mundo. Para acompanhar: dicas de bebidas e restaurantes.

E no capítulo final dicas de quem acumula a experiência de muitas viagens todos os meses do ano e muitos passaportes carimbados: como evitar gafes, micos e saias justas durante diversos tipos de viagem.

Serviço:
Lançamento do livro “Quer viajar? O que você precisa saber para se tornar um viajante”.
Claudia Liechavicius @claudia_liechavicius ; Blog Viajar pelo Mundo.
Prefácio: Carlos Alberto Parreira.
Orelha: Camila Coelho
Editora : Memória Visual.

Divulgação: Simone Barros
Fotos Divulgação