728 x 90

Cinco rótulos da Dunamis foram premiados na Grande Prova Vinhos do Brasil

O júri foi comandado por Marcelo Copello.

Espumante Nature branco, Espumante Brut Rosé Charmat, Espumante Brut Rosé Champenoise, Espumante Moscatel e Vinho Pinot Grigio foram premiadas por júri comandado por Marcelo Copello, ele que é um dos principais formadores de opinião da indústria do vinho no Brasil, com expressiva carreira internacional. A Grande Prova Vinhos do Brasil é o maior e mais respeitado concurso de vinhos disponíveis no mercado, referência no Brasil e exterior.

Este é um dos mais importantes eventos da indústria do vinho brasileiro que aconteceu de 23 a 26 de outubro no Rio de Janeiro. Este ano 827 amostras foram avaliadas às cegas por um time internacional de renomados jurados. Muitos restaurantes e hotéis fazem suas cartas baseados nos resultados deste concurso e o consumidor os usa para suas confrarias e eventos.

O júri, comandado por Marcelo Copello, contou com grandes especialistas do Brasil e do exterior. Eugenio Lira, presidente da Associação de Enólogos do Chile, foi um dos convidados especiais.

Para o diretor da Dunamis Celso Gromowski, “o consumo de vinhos nacionais está crescendo e o resultado dessa grande prova é importante para validar o produto que estamos elaborando. Quem já conhece nossos rótulos já sabe da sua qualidade esta premiação vem consolidar o que estamos desenvolvendo. Esta premiação dá um caminho perfeito para quem quer apostar em rótulos nacionais” Em menos de dois meses a Dunamis arrebatou oito premiações importantes no cenário brasileiro e isto nos alegra”.

Vinicius Cercato, enólogo da Dunamis Vinhos e Vinhedos, apontou “em um curto espaço de tempo arrebatar estas premiações nos deixa muito lisonjeados e nos compromete em seguir desenvolvendo cada vez mais a qualidade dos nossos rótulos. Nosso trabalho inicia lá nos vinhedos e encerra quando o consumidor final aprova o que consome. Cercato, aponta também que o solo é fundamental na produção de uvas diferentes, para depois conseguirmos desenvolver os mais diversos cortes. Cercato explicou como funcionou esta premiação “os rótulos inscritos podem se classificar como medalha de ouro para os melhores vinhos, prata e bronze conforme pontuação. Já o campeão é o melhor vinho da categoria da qual ele foi inscrito. No nosso caso o espumante Ar brut rosé foi eleito o melhor na categoria Espumante Charmat Rosé. O que nos envaidece muito pela qualidade e seriedade da premiação”.

Divulgação: Mercatus
Fotos: Divulgação