728 x 90

Na encruzilhada do mundo

  • Cultura
  • 20/05/2015 - 13:44
  • 827 Views

por Silvia Vassao

Dizem que Times Square em Nova Iorque é conhecida como a Encruzilhada do Mundo. Nada como esse lugar único, para encontrar uma paulista como uma trajetória admirável.

Luzia Castañeda é uma mulher extraordinária, uma artista, doutora em ciências e espiritualista, cujos talentos e expressão a destacam no delicado encontro entre arte, ciência e espiritualidade. O trabalho e a pesquisa de Luzia encontraram seus primeiros fundamentos sólidos em sua formação acadêmica na UNICAMP (onde obteve seu PhD em Ciências Biológicas). Mais tarde, como professora na PUC-SP, sua veia criativa foi chave na criação do primeiro Programa de Pós Graduação em História da Ciência da América Latina. Tanto o olhar observador da cientista da natureza como a reflexão sobre a própria natureza da ciência, acompanham Luzia Castañeda até hoje, nas suas andanças pela selva de pedra de Nova York, onde procura inspiração para seu mais recente projeto artístico: “Orixás Urbanos”. Segundo a Luzia: “meu impulso para a pesquisa e o desenvolvimento de Orixás Urbanos é reconhecer a presença das forças da natureza, os orixás, em um cenário inteiramente urbano e aparente desprovido de vida natural. Minha busca se origina na filosofia espiritual da Umbanda do Templo Guaracy e na minha visão cientifica da manifestação dos elementos: Fogo, Terra, Água e Ar, que encontro na floresta cosmopolita de Nova Iorque.

Como médium, procuro essa conexão espiritual que transcende o obvio e me oriento através das referencias adquiridas no meu convívio com a filosofia do Templo Guaracy. Meu objetivo é a síntese artística da percepção da presença das forças naturais dos Orixás dentro de um contexto urbano e bem distante da cultura brasileira”. Pesquisas como essas, que se situam na confluência de linguagens, são uma paixão para a artista que apresentou recentemente a serie de 16 telas, Ervas e seus Orixás, baseada em plantas consagradas aos Orixás. Para realizar a obra, Luzia Castañeda estudou durante três anos um grupo de ervas e suas definições celulares no laboratório de anatomia vegetal e integrou seus achados à experiência de sua mediunidade ancorada na tradição afro-brasileira. Até o formato das obras, de proporções grandes, refletem o elemento em qual cada folha sagrada se encontra inserida – o retângulo no Fogo, o quadrado na Terra, o redondo para a Água e o oval para o Ar. As pinturas entrelaçam grafias celulares com inúmeros símbolos pertencentes a tradição dos Orixás e propõe uma enciclopédia da Umbanda em síntese, isenta da necessidade da palavra. Luzia Castañeda é uma artista, uma mulher erudita e cientista com amplia bagagem, decidida a explorar, além das fronteiras, novas referencias de auto-descoberta para reproduzir com sua originalidade natural, as múltiplas expressões de vida que pulsam ao nosso redor, onde quer que estejamos.

Luzia Castañeda vive e trabalha em Nova Iorque e Campinas, São Paulo.

luz.castaneda@me.com

www.luzcastaneda.com

www.folhas.de/luzcastaneda