728 x 90

Lentes de contato: o tratamento que tornou a odontologia minimamente invasiva

Quem nunca sonhou em ter dentes perfeitos? A odontologia moderna, com o avanço da tecnologia, elevou os tratamentos estéticos restauradores a outro patamar.

Procedimentos que outrora demandavam desgastes dentários excessivos, muitas vezes inviabilizando pequenas correções que poderiam trazer significativas alterações estéticas, hoje são possíveis graças ao surgimento de técnicas e materiais que permitem pequenas espessuras (0,2mm) de material restaurador, tornando os desgastes, quando necessários, realmente mínimos.

Aliando a preservação dos tecidos dentários a um fortalecimento da estrutura remanescente - onde a cerâmica irá aderir ao esmalte do dente, tornando este mais resistente, o protegendo de desgastes e recuperando todas as questões funcionais referentes às guias de desoclusão - melhora-se toda a função do sistema mastigatório.

As lentes de contato, os laminados cerâmicos e pequenos fragmentos de porcelana são indicados para correções de formato, cor e ajuste de volume dos dentes, além de recuperar aqueles desgastados por hábitos parafuncionais, tais como o bruxismo, promovendo uma reabilitação dos conceitos estéticos e funcionais com uma naturalidade fantástica.

É um tratamento com excelente previsibilidade, onde o paciente consegue visualizar o resultado já no seu início e, na grande maioria dos casos, antes de qualquer procedimento. A possibilidade de testar o resultado antes do tratamento é algo realmente fantástico.

Após a aprovação do trabalho reabilitador proposto, tendo sido necessário ou não algum tipo de ajuste no projeto apresentado, todas as etapas serão realizadas levando em consideração aspectos específicos de cada pessoa. Apesar de conceitos estéticos norteadores do nosso planejamento, este é feito de maneira individualizada e exclusiva para cada paciente.

Com relação à durabilidade, dada a maneira como é realizado o tratamento, utilizando materiais de primeira linha e laboratório de ponta, podemos dizer que na grande maioria dos casos teremos um sucesso clínico superior a dez anos, podendo perdurar por bem mais tempo. É importante que se atente para a manutenção da saúde oral, exatamente como se não houvesse o trabalho com as lâminas. Mesmo não podendo afirmar que o tratamento irá durar 20 ou 30 anos, acredito que, sempre que for bem realizado, e de maneira criteriosa, poderemos ver trabalhos que ultrapassem décadas mantendo o ganho estético.

Últimas Colunas

Instagram @revistaonne