728 x 90

Paris cada vez mais francesa

A Cidade Luz, obviamente em função do pensamento iluminista, que mudou o mundo, continua se renovando e está mais francesa do que nunca. Por que francesa? O pensamento corre solto e as novas ideias afloram por toda a parte. Uma semana em Paris não é suficiente para sequer absorver a beleza e a quantidade de novos locais, exposições, eventos ou simplesmente os maravilhosos passeios pelo Rio Sena ou pelas tradicionais St. Honoré ou Montaigne.

Apreciar obras consagradas na Galeria Mitterrand, com a curadoria do simpaticíssimo Gustavo Uruty, é um must na capital francesa, que respira arte e artistas dos mais renomados aos mais incógnitos do planeta, mas nem por isso menos talentosos. O próprio Gustavo, há mais de 20 anos, além da curadoria, tem uma produção artística latente e pronta para explodir. Aguardem!

Ainda sobre arte, a nova galeria comercial do Louvre é um estímulo extra que prepara o mergulho no mundo das artes e da história praticamente viva diante de seus olhos. Outra dica preciosa, além dos museus, é a galeria de Thaddaeus Ropac, com obras de Marcel Duchamp ou James Rosenquist. Diante de seus olhos, emoção pura!

O país do perfume não poderia deixar de inovar também nesta área. A nova perfumaria intitulada “Haute Couture”, apresentada diretamente pelas Maisons sem a intermediação do complexo sistema mundial de distribuição, permite a colocação no mercado de fragrâncias de altíssima qualidade com aromas superexclusivos. Para citar algumas linhas de destaque, a nova perfumaria Louis Vuitton, ou a Coleção Privé da Armani são de tirar o fôlego e alguns euros a mais do bolso. Mas o destaque continua para Frederic Malle, com suas fragrâncias super-requisitadas e criadas pelos maiores mestres perfumistas da França. Uma nova loja na Rue des Petit Champs, onde há enorme concentração de perfumistas da moda, faz girar a cabeça dos turistas do mundo inteiro.

E tem mais: a recente reabertura do famoso Hotel Ritz, com toda
a sua suntuosidade, faz a alegria dos visitantes com novidades bem
ao gosto atual. Há fácil acessibilidade: um hotel de luxo que abre suas
portas para os simples mortais. Por 200 euros você pode passar o dia no recém-inaugurado e maravilhoso Spa Chanel, o único no mundo com todos os confortos e mordomias dignas dos reis.Você pode circular nos corredores da famosa galeria comercial que atravessa o hotel e fazer comprinhas das mais variadas e de todos os preços. Os chás do Ritz são um must! Se o programa se estender e você perder a noção do tempo, o que será muito natural dentro deste universo, sugiro uma parada para um drink no Bar Hemingway, onde o famoso escritor e habitué do hotel gastava seus suados francos, apenas pelo prazer de estar neste universo de requinte e bom gosto.

Depois de fazer suas preces na famosa Église de la Médaille Miraculeuse, logo ao lado outro templo de consumo totalmente renovado e mais requintado do que nunca. O Bon Marché, com todas as principais grifes tradicionais e as novas marcas que fazem a cabeça dos franceses. Pelo subsolo você acessa o supermercado Gourmet mais badalado da cidade e se delicia com iguarias do mundo inteiro. Depois, o negócio é caminhar pelas ruelas de St. Germain e curtir a história viva diante de você como, por exemplo, a casa onde morou Balzac, Racine, etc., ou mais recente, a linda praça onde reside Catherine Deneuve, próxima à Église de St. Suplice, eternizada no filme o Código Da Vinci.

Paris tem mais, muito mais. Até a próxima edição.

Últimas Colunas

Instagram @revistaonne