728 x 90

A HIPNOSE COMO ALIADA NOS DIFERENTES TRATAMENTOS NA CLÍNICA

Vivemos um momento de profundas mudanças em nossa sociedade e tenho sentido esse reflexo na Clínica Psicológica, onde homens e mulheres buscam tratamento que contemple técnicas com resposta mais rápida e eficiente para suas demandas, sem serem superficiais. As pessoas estão mais aceleradas, com dificuldade de gerenciar seu tempo, suas emoções e toda a carga que precisam assimilar do cotidiano de vivências, muitas delas perturbadora.

A hipnose utilizada para fins terapêuticos, tem sido aliada no tratamento de diferentes situações na clínica e permite contemplar esta exigência em relação ao tempo disponibilizado para esta finalidade e a efetividade de suas técnicas.
Com a hipnose é possível acessar o inconsciente onde está o conteúdo reprimido, os registros negativos, os traumas e outras vivências que foram sentidas como ameaçadoras para o psiquismo, que serão o alvo do tratamento. A terapia não muda acontecimentos vivenciados, mas pode mudar a atitude, as sensações e percepções emocional e cognitiva, relacionada com tais experiências negativas e permite que sejam integradas de forma mais saudável na vida.
A hipnose é uma ferramenta que ajuda as pessoas a tratarem os mais variados problemas como a depressão, fobias, traumas, tabagismo, adição, alcoolismo, obesidade, insônia, problemas sexuais, de relacionamento, rejeições, pressão alta, efeitos de AVC, problemas cardíacos, impotência, TOC, dentre outras. Outro ponto interessante é que também podem ser trabalhados nossos aspectos positivos como: melhora da atenção, memória, aprendizagem, autoestima, prosperidade, segurança, comunicação, empatia, preparação para provas, concursos, criatividade, controle das emoções, dentre outros e ajuda as pessoas a se conhecerem melhor, se conectando com os objetivos de vida do presente.
A hipnose atua num nível mais profundo da mente, onde a racionalidade é afastada e abre-se espaço para que o sentir possa ser experimentado e as emoções podem encontrar espaço para fluir. Você não fica submisso aos comandos do terapeuta e a qualquer momento é possível retornar à consciência, sendo um processo bastante tranquilo, seguro e eficaz.
Com a técnica é possível tratar diretamente seu sintoma ou fazer um processo regressivo ano a ano da vida, passando pela gestação até o momento da concepção, oportunizando uma limpeza mais profunda dos eventos de vida negativos. Em todas as etapas da regressão, são eliminados todos estes registros que tiveram representação negativa ou traumática, que por sua vez, tem relação com os problemas ou dificuldades do momento presente e comprometem sua vida psíquica e física.
Sempre que você retorna de uma hipnose você se sente muito melhor do que antes, percebe como é gostoso poder experimentar uma forma que permite perceber todo o movimento interno que acontece dentro de você, entendendo os significados de suas dores, problemas ou dificuldades. Poder se dar esse presente de reconexão consigo mesmo é uma experiência única, significativa, que pode mudar a forma de viver e de sentir, você se torna mais consciente e responsável pelo seu processo de transformação.
Sabemos que tratar os aspectos que dependem da subjetividade humana não é um processo mágico, exige um esforço e uma trajetória no processo do dar-se conta de nossos problemas, comprometer-se com os resultados, para neste caminho encontrar alternativas que nos possibilite lidar melhor com estas questões e nos ajude a viver melhor, enfrentar com menor sofrimento seja lá o que for que estiver nos preocupando.
E você que caminhos fazem sentido trilhar nesta busca para cuidar de você mesmo? O importante é não achar que não tem oportunidades de encontrar respostas, seja em terapia ou qualquer outra prática que se identifique. O movimento perfeito acontece dentro de nós, na medida que conseguimos nos conectar com aquilo que nossa alma nos pede, assim a parte mais sábia pode ser acessada e ouvida!
“Não somos seres humanos passando por uma experiência espiritual...
Somos seres espirituais passando por uma experiência humana”...
(Pierre Teilhard de Chardin)

Últimas Colunas

Instagram @revistaonne